Logo
Imprimir esta página

O PODER CURADOR DA GRAÇA

 

Conta-se que “a casa dos Habsburgos dominou o império Austro-Húngaro desde 1273, e a família foi um dos principais poderes políticos da Europa até a Grande Guerra de 1914-1918. O funeral do imperador Franz-Josef I da Áustria aconteceu em novembro de 1916. Foi o último dos grandiosos funerais imperiais a ser realizado.

Os Habsburgos estão sepultados na cripta da família, localizada no porão do mosteiro dos capuchinhos em Viena. No dia do funeral, toda a corte reuniu-se com vestes totalmente brancas, tendo os chapéus cobertos com plumas de avestruz. Uma banda militar executou melancólicos hinos fúnebres e uma antífona de Haydn. O cortejo abriu caminho, serpeando por escadas iluminadas com tochas flamejantes, carregando o caixão coberto com as cores imperiais, preto e dourado. Finalmente alcançou as grandes portas de ferro da cripta, atrás das quais estava o Cardeal-Arcebispo de Viena, juntamente com o seu séqüito de altos oficiais da igreja.
O oficial encarregado da procissão era o Mestre de Cerimônias da corte. Ao chegar à porta cerrada e bater com o cabo da espada cerimonial, ele estava seguindo uma cerimônia prescrita desde tempos imemoráveis.

- Abram! – ordenou ele.

- Quem vem lá? – entoou o Cardeal.

- Trazemos os restos de sua majestade imperial e apostólica, Franz-Josef I, pela graça de Deus imperador da Áustria, rei da Hungria, defensor da fé, príncipe da Boêmia-Morávia, Grão-Duque de Lombardia, Veneza, Estíria... – e assim por diante, desfiando os trinta e sete títulos do imperador.

- Não o conhecemos – respondeu o Cardeal, do outro lado da porta – Quem vem lá?

- Trazemos os restos de sua majestade Franz-Josef I, imperador da Áustria e rei da Hungria – esta forma bastante abreviada só era permitida nas mais difíceis emergências.

- Não o conhecemos – foi novamente a resposta do Cardeal.

- Quem vem lá?

- Trazemos o corpo de Franz-Josef, nosso irmão, pecador como todos nós!

Com isso as maciças portas abriram-se vagarosamente, e Franz Josef foi levado para dentro” (David Semands)

“Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie” (Ef 2:8-9)

Alcione Emerich

2017 © SECRAI - Serviço Cristão de Aconselhamento.
Our website is protected by DMC Firewall!